.:Enxaquecas da K471:.
Dói, mas não cansa!
31.3.06
Bom fim-de-semana

Nada como acordar cedo, após uma directa, para levar o tio ao aeroporto, e chegar à casa dele e não vê-lo lá. Chateou-se... ainda pensa que daqui ao aeroporto, são 30m.
Por isso, voltei para casa e vim aqui desejar-vos um bom fim-de-semana.
Aqui, banhada pelos primeiros raios de sol da manhã que entram pela janela e me encadeiam o teclado, escolhi a foto para esse desejo.
Muitos beijinhos com sabor a morango. Merecemos algo doce e fresco. Que apele ao amor, e à amizade.
Passem bem!
...Tenho tanta coisa para contar/desabafar...
Dor sentida pela K471 @ 09:13
4 Comprimidos
30.3.06
Há coisas em que sou muito gajo...
Decididamente gajo!
Não complico o que é simples.
Troco quase tudo por um bom jogo de futebol.
Adoro uma boa discussão com cervejas e tremoços à mistura. De preferência num dia de sol e numa qualquer esplanada.
Consigo estar pronta a horas, ou quase a horas. E não tenho paciência para os “complicadores” das gajas. Aquelas frases meio ditas e meio por dizer, aqueles nãos que são sims, aqueles talvez que também são sims. Não tenho paciência. É um facto.
Digo "foda-se, caralho" quanto tem de ser e sem me preocupar muito com quem me rodeia. Se me apetecer arrotar, arroto, e ... pronto ok fica-se por aqui eheheh.
Gosto de fazer voz de homem! Aquela que se ouve ao longe e nos faz pensar "Oh raio, aquela tem pêlo na venta".
Claro que não se compara com a bigodaça das machiqueiras eheheh, nem com o bafo das camacheiras, nem anda lá perto lol!
De vez em quando apetece-me sentar de pernas abertas. Não adopto muito a regra das mulheres. Odeio! Gosto de ter o meu estilo.
Simples, mas com toque especial. Descontraído, mas interessante... Sensual e por aí fora.
Adoro conversas de carros, motas, mecânica, etc.
Maquilhagem, olhares de esgueira, e boatos de mexeriquice, ou a última tendência da moda, estão fora de questão! Bazem, xô, xô!
Mas depois, vem o meu lado de gaja…o de gaja mais gaja não há, pronto é verdade!
Nada como um bom trapinho novo para ir àquele jantar, nada como abrir o roupeiro onde existem mil peças e conseguir dizer “não tenho nada para vestir” eheheh.
Nada como uma boa ida ao cabeleireiro para cortar um centímetro, nem mais nem menos de cabelo.
Nada como ter um dia só para mim, para o meu lado de dondoca: manicure, pedicure, depilação (com laser) de preferência, massagens e mais compras, mas sempre, sempre rápido!
E sapatos…sempre sapatos que é como quem diz sandálias. De todas as cores e feitios. Chapéus também! Ok relógios... (nada de coisas caras).
Mas onde decididamente sou gaja assumida é na conjugação roupa exterior/lingerie... ui!
Meu deus, que loucura! É abrir as gavetas e ver tudo a saltar! Boing, boing! E mesmo asim ainda faltam-me algumas cores!
Estou a gostar daquela loja ali na Rua do Aljube... Aqueles rosas estão a me fazer olhinhos... Huuummmmmmmmm
Ah, também tenho dificuldade em fazer a mala para apenas três dias e meio. Eheheh, riem-se do meio lol!
Como é que raio querem que eu saiba o que é que me apetece vestir no sábado à noite, se hoje é apenas quinta-feira?
Sei lá se quero estar poderosa, ou se assim-assim… bem assim-assim ninguém quer estar e eu muito menos!
Mas como é que sei se me apetece vestir uns jeans e um belo de um top, ou a mini-saia? E como é que sei se está a chover ou se a noite até está simpática…
Pelo sim, pelo não… o melhor é fazer como de costume. Leva-se algumas (poucas) peças a mais... :p
Não há nada a fazer, gaja que é gaja tem dificuldade em fazer as malas eheheh.
Depois continuo este post quando tiver mais inspirada, e com menos sono...
Maldita cerveja eheheh!
Dor sentida pela K471 @ 23:38
4 Comprimidos
25.3.06
Luz e sombra
A riqueza da vida está nos seus contrastes.
Ouvi dizer que Leonardo daVinci começava por pintar a tela de preto porque considerava que na natureza tudo é escuro excepto, quando é exposto à luz.
Não sei se isto é mais um mito, imagino que sim, mas é interessante.
A dança da luz e das sombras. Porque a inversa afinal também pode ser considerada, a sombra existe por há um obstáculo que tapa a luz, mas se não existisse luz não podia nunca haver sombra.
E este raciocínio sobre os contrastes é quase infindável – conhecemos o bom porque há o mau, a tristeza porque há alegria, a morte porque há vida.
É certo que quando se sofre não é com raciocínios que se sofre menos porque os sentimentos e a razão jogam em tabuleiros diferentes, mas pode ajudar, apesar de tudo, reconhecer esta constante alternância que é a vida.
Porque é esse colorido que faz a sua riqueza.

Dor sentida pela K471 @ 16:33
2 Comprimidos
18.3.06
Apetece-me...

Image Hosted by ImageShack.us
Tangerinas!

Dor sentida pela K471 @ 17:07
5 Comprimidos
9.3.06
Não me apetece falar
... do dia da mulher
... da tomada de posse do novo P.R
... da gripe das aves
... da oficial Gisela Antunes pelo comando do navio "Sagitário"
... do tecto de uma igreja daqui da terra que desabou num velório
... da antipatia de Mário Soares em não cumprimentar Cavaco Silva
... do novo reforço da TAP, o CS-TOF 333-200 da TAP que vem amanhã de Hamburgo
... das saudades que tenho da formação e dos meus colegas
... das nomeações para os Óscares
... da produção de armas nucleares no Irão
... dos atentados em Bagdad
Sinceramente não me apetece!
Logo quando não há assunto de conversa, ou falamos do tempo, ou de coisas bem melhores da vida. Por isso, fora os boatos, o tempo, e abaixo a toda a esperteza saloia!
Queremos é novidades!
O tema hoje é cultura, mais especificamente a japonesa.
Descobri há dias, mais sobre estas mulheres!

Chamam-se gueixas.

Geisha (芸者 "pessoa de artes") são mulheres japonesas que estudam a tradição milenar da arte da sedução, dança e canto (que giro, também quero!)
Geishas eram muito comuns no século 18 e 19, e existem actualmente em menor número, mas há dias vi no Odisseia uma reportagem sobre uma jovem japonesa que queria ser, e foi feita, maiko. Maiko é abaixo de gueisha. Podemos considerar que o gosto e desejo por ser gueisha é como ser-se princesas por estes lados...
Todos aqueles adornos no cabelo são objectos milenares, cheios de tradição, de renome. São muito, mas mesmo muito antigos.
Toda a maiko que deixasse cair o que quer que fosse do seu fato ou cabelo, era destituída.
Todas passam por uns meses de formação, e no fim, só uma é que pode ser maiko.
Em português a grafia é Gueixa, em japonês a palavra é "Geisha" com a mesma pronuncia.
As geishas não tem relação com a prostituição, a palavra "geisha girl" sim, foi usada durante a ocupação americana no Japão, denegrindo a imagem das geishas.
Mas, as geishas entretêm por meio da cultura e das tradições, não pelo sexo.
No entanto, durante a Segunda Guerra Mundial algumas geishas se tornaram prostitutas, o que também prejudicou a sua imagem, deturpando o conceito.
Gueixa-do Jap. geisha; S.f, cortesã japonesa.
Tarannnn ;)
E já agora, só para matar o bichinho... pois ontem fui a um restaurante japonês e hoje já queria ir outra vez! Ehehe Nhami! Para quem quiser, fica ali perto do Fora d´Horas, salvo erro :p

Dor sentida pela K471 @ 22:37
7 Comprimidos
5.3.06
BOMBEIRAAAA
Na prática já sou!
Aliás Aspirante eheheh.
Foi hoje o exercício final, aqui está a foto!
Criei expectativas bem maiores daquelas que me esperavam.
Pela 1ª vez andei num carro pesado, no banco de trás e no da frente, ai que sensação! Um carro de pronto-socorro.
Estou muito feliz. É um sonho. É a 1ª vez que me sinto assim... um sonho realizado, um objectivo cumprido. Logo nos primeiros dias de Janeiro disse de papo cheio que ia me inscrever ou na Cruz Vermelha, ou nos Bombeiros. Acreditem que daí a uns dias, ligaram dos Bombeiros (pois já tinha ficha lá) a dizer que em tal dia começava uma formação de integração.
E assim foi. Até nem era para ir, pois tinha preferência na Cruz Vermelha, mas AGORA NÃO!!!!!
Hoje passámos por diversos exercícios. Começámos por entrar nos contentores, com Arica (aparelho de protecção contra fumos e gases -liberta oxigénio), Noméx (casaco especial para incêndios), capacete e luvas.
Entrámos e só víamos fumo. Fomos num grupo de 6, todos juntos, agaixados, um atrás do outro tocando sempre no da frente. O objectivo era fazer "Buscas e Salvamentos".
Depois de sair passámos para outro exercício. Retirámos todo o material para dar lugar a outro grupo.
O exercício seguinte consistia em usar um extintor de pó químico (azoto). Usámos para apagar fogo em fuga de gás butano.
Outro exercício tinha como objectivo extinguir fogo em combustíveis líquidos (Água com gasolina). O agente extintor para este caso foi a Espuma (espectáculo eheheh).
O último exercício toda a gente trabalhava ao mesmo tempo. O tal em que eu fui para 2ª agulheta (linha da frente).
Todos gostaram, e pela cara dos formadores, comandante, etc, parece que foi muito bom.
Antes de termos passado para o exercício final, fizemos formatura, e os formadores distribuiram e colocaram-nos capacetes na cabecinha. A mim calhou o Adjunto de Comando. Disse umas palavras muito bonitas que me fizeram corar.
Este foi um momento único. Eu ali fardada, numa formatura, com capacete, a olhar em frente e dar com os olhos em bombeiros bem graduados (companheiros) e mais à frente, mar, árvores, céu, núvens... e o vento agitado, como eu.
Senti-me feliz e estou!
Chegando ao quartel arrumámos o material e fizemos formatura novamente, atrás de nós encontrava-se um Pronto Socorro e uns bombeiros eheheh em cima a apontar água para nós!
E agora imaginam o resto... ;)
Colocaram-nos de costas, depois de frente, e por fim toca a encher 5!!! Ehehe LINDO com água a nos cair em cima!!!!
ESTOU FELIZ!!!!!
Agora só falta o teste amanhã!
Ah! E Terça já vou a uma formação de socorrismo! Isto não pára!
É sempre a bombar! Que expressão tão própria para bombeiros ehehe!
See ya, agora a bombeira tem de estudar!
Dor sentida pela K471 @ 15:04
3 Comprimidos
4.3.06
Saudade de ser criança!
Só reparamos que já crescemos, quando:

... a varanda já não ultrapassa a cabeça
... não cabemos tão bem nas janelas
... os pés danados em formigueiro por terem ficado pendurados pela cama abaixo
... pedimos para nos pegarem ao colo e respondem "vai-te deitar"
... os pais já não nos dizem batendo palmas, "Vá pequenada, siga tá na hora da caminha!"
... as calças dão pelos tornozelos, se bem que já se pode resolver com duas voltas bem feitas
... não caímos com tanta frequência, ou talvez não
... na conta de supermercado em vez de virem chocolates, rebuçados, batata frita, gomas, vem é hidratantes, amaciador, tinta para o cabelo (não é o meu caso), detergentes, cera, lâminas, preservativos, etc
... a BMX já não é bicicleta decente para fazermos saltos e tudo mais
... pedimos dinheiro emprestado e nos respondem "Já não estás a trabalhar?!"
... nos colocamos ladeados daqueles que, em pequenos, tínhamos de fazer um movimento vertical ascendente a 95º mas que agora servem apenas para apoiarmos o cotovelo
... QUANDO NOS PEDEM DINHEIRO!!!!!
... as visitas (leia-se voltas) às mercearias, sapateiros, barracas, loja de vimes e bordados, são substituídas por Conservatórias, Notários, Seguros, Correiros
... já não nos cedem lugar nos autocarros
... os carros, as casas, as motas já não nos surpreendem pelo seu tamanho e ruído
... as festinhas agarrando as bochechas e o cabelo quase ao mesmo tempo, são substituídas por pancadas nas costas como "Então tás bom?" que faz qualquer um tossir e arregalar os olhos!
... o número de sapato passa do 29 para o 44. No meu caso, estagnei no 36
... já não há chatices em casa por causa dos trabalhos da escola
... a televisão já pode ser só nossa, sem horários nem castigos
... os fins-de-semana parecem tão curtos, em comparação aos da infância
... nos apercebemos do tipo de gente que por aí anda, e do que são capazes de fazer
... nos dá uma raiva por ver uma máquina de fazer tranças, ou gameboy advances
... a saudade e a tristeza que dá ao olhar para um carrinho de esferas, ou de cana... num museu!
... a indignação e a revolta por não voltarem a repetir episódios do Tom Sayer, nem do Meu Pequeno Pónei, nem dos Marretas
... já não nos puxam as orelhas
... o "foda-se caralho, obrigado pá!" substitui o "oh meu lindo menino tão querido, obrigada, toma lá um bombom"
... custa escrever num impresso a idade dentro de dois quadradinhos, se na verdade só queríamos ver um apenas!
.... custa escrever em primeiro lugar um 2, ou 3, 4, 5, 6 na idade, quando se passou muitos anos a escrever um número bem mais pequeno!
... em vez de pegarmos na calculadora para escrever palavras com números (53X0), começamos é a fazer contas à vida!
... fazemos uma colecção de papéis de multibanco, de contas do restaurante, em vez de selos, autocolantes, canetas, pisa-papéis
... já não somos obrigados a ir à missa!!!
... quando admitimos que as melhores equipas são mesmo o Nacional e Sporting!!

Como vêem podiamos ficar aqui noite e dia, que tinhamos sempre assunto para acrescentar à lista! Mas agora deixo isto com vocês, adicionem o que quiserem! Amanhã é dia de prova de fogo, à tarde planos para ver Porto x NACIONAL, à noite jantar de convívio no Abrigo do Pastor, e Segunda teste escrito, vou sair daqui e pegar na minha Sebenta e rever toda a matéria que estudei durante este mês, e mais umas quantas folhas que, por minha vontade e interesse, pesquisei para meu bem ;) por isso tenho de deixar isto com alguém responsável, decente, com moral respeitada, logo juízo pessoal!
Deixo tudo por vossa conta!
Diverti-me muito a escrever este post ehehehe
E mais uma vez, reparo que já cresci!
Oh desgraçada!!
Dor sentida pela K471 @ 19:55
3 Comprimidos
2.3.06
Super, super, SUPER FELIZ!!!
Hoje foi um daqueles dias em que estranhamos ter forças para acabar o dia. Mas todas as missões foram cumpridas nesse universo que se estende entre afectos e obrigações.
Um sorriso e finalmente o corpo estendido na cadeira do meu carro, e voilà, música no ouvido e conduzir sem rumo.
Saí dos Bombeiros e andei lá às voltas. Passei no mesmo sítio não sei quantas vezes.
Havia qualquer coisa que não me deixava ir mais além do que aquele recinto. Acho que foi a raiva por não ter tido a brilhante ideia de ficar a ouvir o Sermão de Santo António aos peixes, neste caso histórias de aventuras e desventuras de um bombeiro de 1ª classe (com 18 anos de serviço) contadas aos seus pupilos. E lá estavam eles, após a formação, frente a um Pronto-Socorro Pesado, ainda fardados em "U", bem alinhados e interessados naquela voz que falava. E que voz... adoro a voz daquele homem!!
Eu queria ter lá ficado!!! Mas só me apercebi depois que a conversa era bem mais interessante daquilo que eu pensava...
Estive sempre às voltas que nem barata tonta de carro ehehehe como se fosse ouvir alguma coisa... Mas também chegar lá, e perguntar se podia ser um dos peixinhos... era chato. Ainda me largavam com um "aquário" na cabeça pois não se pode frequentar o Quartel após a formação de integração (pois ainda não pertencemos ao quadro).
Então acomodei-me ainda mais à cadeira e fui-me deixando levar pela música que saltava do rádio e entrava-me cá com uma velocidade...
Voltinhas e mais voltinhas, até que decidi seguir sempe a eiteee eheeh.
...Fui descobrir o sítio onde vamos fazer o exercício final, com fogo real já no Domigo!! Cancela!!! Penso que seja lá ehehe, pois pelo esboço que nos mostraram hoje (já fizemos um treino, embora na Parada sem água nem fogo) parecia ser aquela disposição de contentores.
Pensei que fosse maior. Mas não me iludo.
Saí do carro, deixei-o de forma a que as luzes iluminassem os contentores e aí fiquei um tempo encostada a olhar, sem fim, pensando em 1001 coisas.
Acreditem que pensa-se muito quando nos dizem que vamos fazer parte da equipa de ataque... Ah pois eheheheh!
É a 1ª equipa a entrar no incêndio!! É formada por três elementos, neste caso eu, e mais dois super-colegas.
Eu vou ser a "agulheta 2", isto quer dizer que vou estar a ajudar o que está a segurar na agulheta de alta pressão (chama-se a este elemento "agulheta 1"). Vou estar mesmo na sua rectaguarda a ajudar, a fazer força e tentando sempre manter a mangueira bamba.
O outro colega vai estar a uns metros atrás de nós, a sua função é certificar-se que a mangueira não se prende em nada. Libertá-la sempre e dar-nos mais, assim que se lhe peça! Colocá-la "livre".

Não estava nada à espera de ficar na linha da frente. Sinto-me super-feliz e orgulhosa!
Estou muito motivada, adoro cada vez mais aquilo que aprendo e faço.
Faço tudo com muito orgulho, com muita vontade. Estou muito feliz comigo!
Olhem, não caibo em mim de tão contente!!!!
Dor sentida pela K471 @ 23:57
3 Comprimidos
1.3.06
Clube dos Tontos ...quase esquecidos!
Podia esperar até amanhã, ou depois, mas a verdade é que não resisti!
Que me importa lá queimar o sentido carnavalesco que por aqui vai. Também é só uma questão de "page down" ... :p
Começou o processo. Michael Baigent e Richard Leigh estão em tribunal, acusando Dan Brown e a sua editora de plágio.
Claro que para renascer tontos basta pensar assim: bem, vamos lá tirar um bocadinho de dinheiro a este gajo que já nem há banco que aguente com tanto. E como escrevemos algo parecido ao que ele escreveu, merecemos direitos de autor!
...E assim é a novela em Londres!
Afirmam que o autor norte-americano, para a escrita do "Código Da Vinci", lhes roubou toda a estrutura teórica de um "trabalho de investigação" que tinham escrito anteriormente.
Michael Baigent e Richard Leigh são autores do não tão gigantesco best-seller "O Sangue de Cristo e o Santo Graal" (Londres, 1982). M
açons defensores de uma "espiritualidade sem dogma", escreveram nos idos anos oitenta uma obra de pseudo-história nas quais defendiam teses historicamente inconsistentes.
Estes autores, chamados inocentemente de "historiadores" por uma imprensa ignorante, juntamente com Henry Lincoln (ausente da acção judicial por alegadas razões de saúde), criaram nos anos oitenta uma rebuscada teia de teorias que pretendia deduzir de um hipotético casamento de Jesus com Maria Madalena uma "linhagem sagrada" de descendentes, que cruzando-se em França com a dinastia dos Merovíngios, teria sido protegida ao longo dos séculos por uma misteriosa sociedade secreta chamada "Priorado de Sião".
Baseando-se na popular mistificação de Rennes-le-Château, os três autores Lincoln, Baigent e Leigh conseguiram um formidável sucesso, divulgando em inúmeros países as histórias fantasiosas do Priorado de Sião, o fabuloso tesouro/segredo descoberto pelo padre Saunière de Rennes-le-Château, e as suas teorias muito sui generis sobre os planos deste mesmo Priorado de Sião para o domínio político à escala global com a criação de uns Estados Unidos da Europa sob a égide de um monarca merovingio descendente de Jesus Cristo!
Muitos cairam na esparrela, o livro fez sucesso nos aeroportos e nas bombas de gasolina, e a "lebre" foi lançada pelo mundo inteiro. Hoje, são às centenas as obras "filhas" do livro escrito pelo trio.
Dan Brown, de forma inteligente, apercebeu-se do poder tremendo desta "lebre" pseudo-histórica, apercebendo-se também de que, no final dos anos noventa, a burla do Priorado de Sião, da autoria do francês Pierre Plantard, era ainda largamente desconhecida de um grande público de leitores ávidos por estes temas.
Se querem que vos diga, contrariamente ao que se poderia pensar, estou com Dan Brown neste caso!
Acho que Baigent e Leigh vão perder uma pipa de massa!
Mas, claro está, falta saber se a balança entre os custos judiciais destes autores e os proveitos do relançamento das vendas do seu livro irá pender para o primeiro, ou para este último lado.
Sinceramente, não vejo suporte factual para a acusação de plágio.
Dan Brown retirou a esmagadora maioria das suas teses do trabalho do trio, isso é inegável. E é patético assistir ao advogado de Dan Brown, que sistematicamente o nega, dizendo que a obra do trio apenas foi consultada numa fase final da escrita do "Código Da Vinci".
Mas copiar uma tese ou uma ideia não infringe o copyright.
Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos. Se Baigent e Leigh vencessem a causa em tribunal, isso poderia comprometer seriamente a rodagem do filme de Ron Howard, agendado para estrear em Portugal ainda neste Verão...
Algumas notícias retiradas do site do jornal The Times...
Dor sentida pela K471 @ 00:14
4 Comprimidos

Paciente

K471
Funchal, Portugal
Perfil Completo, Aqui!

No Consultório
Crises Recentes
Visitas à Doente

Em Quarentena
O meu Paracetamol
O Tempo