.:Enxaquecas da K471:.
Dói, mas não cansa!
18.1.05
(Sobre)Viver
Pois é, noite louca esta...
Acabadinha de vir de 8 horas de trabalho, com folhas, flores, matos, poeira entre outros objectos não identificados entremeados nesta guedelha, o tempo de descanso não soube a quase nada... e lá estava a K471 prontinha para mais um dia de aulas...
Foi só chegar, sacudir, pegar na tralha e andar. Comer?! Nem isso....
Nem sabem o que me custou deixar este lar doce lar. Custou-me olhar para o resto de pessoal já de pijama, e como se já não bastasse, a me fazerem figas...Bem, esta parte nem comento!!
A engolir sapos foi como saí de casa (às 22:10).
Tentei esquecer o frio dançando com o vento, e diga-se de passagem que soprava forte e super frio, cortante mesmo! Tal como as folhas que me batiam na face :/ (Os óculos ainda me safaram de algumas kamikazi eheheheh.)
Bem, após este atentado, a menina chegou à paragem e começou aos pulos, numa de chegar à lua... era a sua única salvação, mas entretanto o autocarro deu de si. Respirou fundo, e entrou.
Bem... nem me lembro de nenhuma paisagem bonita, passava tudo tão
rápido que só tinha tempo de, nas curvas, segurar-me com força para não deslizar eheheh ,isto fazendo força com os pés e me segurando com as mãos, até cheguei a fechar os olhos.... Socorro!!!
O que supostamente deveria demorar 4m, durou 1:30 (sorte que os HF depois das 22 já estavam fechados - mas amanhã é dia!!)
Outra "viagem" que me soube a pouco! E pronto, ali estava eu em direcção à escola.
Aí era a vez do vento entrar em acção (novamente)! Possa, não podia ele soprar a meu favor???
Irra, não foi fácil, comendo terra e folhas pelo caminho...Arree puhh!
Ao passar pelo Liceu, o ambiente já era outro! Tentei parar, e consegui!!!
O chão parecia um lençol de folhas, ramos, flores - lindo!!
Isto para não falar do cheirinho que havia no ar! (claro que merecia uma recepção destas depois de tudo que passei ehhe 8)
Mas aquele cheiro, ai ai, era mesmo místico! Era um misto de força, robustez, mas ao mesmo tempo, era leve, suave, primaveril... lindo!
Fiz um esforço para tirar os pés daquele chão! Não queria ir para escola ehehehh, mas lá fui... (Já viram o que é sair de casa àquela hora da noitinha só para ter uma aulita? Até às 23:20?!! :/ Pois...)
Em boa verdade uma hora passa rápido, e passou...
Pedi para sair mais cedo, pois tinha autocarro às 23:20 (supostamente...) e lá vou eu a correr que nem louca, a enfrentar ventos e tempestades ehehhe (desta parte adorei!!), e fazendo o percurso em apenas 1m ehehhe. Mas para meu espanto e desgraça, afinal so havia bus às 23:35.......... Esta parte então é que nem comento!!!!!!
Controlei-me e tentei sentar-me...
Esperei, esperei, ESPEREIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII ...Até que deu a hora...
Entrei, fui logo a primeira, estava morta, sentei-me e estiquei-me, relaxei.
A viagem foi tão boa que até deu para fechar os olhos e esquecer de sair na zona certa eheeheh.
Afinal nem tudo estava assim tão mal... ;)
Saí, e fui direitinha a casa - só queria a minha almofada!!
Ao subir o Mr. Steel Head Street, desisti de olhar para onde colocava os pés, parei e comecei a andar de costas para o destino, olhando o céu...
Vi uma borboleta enorme.... imaginem só: dois grupos distintos de núvens e a meio, mas ainda escondida, a lua... que reflexo... as asas eram tão enormes quanto o céu que via. E nas suas extremidades, elas esfumavam-se!!
Parecia querem-me abraçar, ou proteger até casa. Ganhei forças, voltei-me, e subi a correr! Feliz... muito feliz...
Pensei em ti... senti-te!!
Ao chegar ao bêco, a lua já lá estava prontinha para me iluminar o caminho ehhe, até parecia um sonho, ou então a "K471 no País das Maravilhas"... mas isto aconteceu... e que brilho!!!!!
Amei... Amei-te, amo-te!
...............................
Agora, cheguei e estou aqui, a coçar ainda a cabeça, sim isto dá comichão, raios!!!
Isto para quem anda de carro não sabe o que é!!
Isto hoje saiu isto... mas ao menos é algo meu!
E vocês, têm a lua? 8)
Dor sentida pela K471 @ 01:48
7 Comprimidos

Paciente

K471
Funchal, Portugal
Perfil Completo, Aqui!

No Consultório
Crises Recentes
Visitas à Doente

Em Quarentena
O meu Paracetamol
O Tempo